Novo Auxílio Emergencial e contas públicas

Com quatro parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família, o auxílio emergencial começará a ser pago nesta terça-feira. Para socorrer os mais vulneráveis durante a pandemia, o gasto será de R$ 44 bilhões, recurso viabilizado por meio de Emenda Constitucional que abriu caminho para que o governo federal ultrapasse o limite do teto de gastos. Na opinião do economista Marcos Rambalducci, aumentar a dívida pública é uma solução simples para um problema bastante complexo. 

1
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn